Servente pega 19 anos por roubo a malote com tiros contra vigilante

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Pinterest
  • Compartilhar no Twitter

O crime ocorreu em janeiro, em Pirajuí, e vítima, que estava de carro, perseguiu os ladrões, colidiu em um barranco e fraturou o braço esquerdo

Servente pega 19 anos por roubo a malote com tiros contra vigilante

O servente Abner Salviano da Silva, 26 anos, foi condenado a 19 anos, cinco meses e dez dias de reclusão em regime fechado por envolvimento no roubo a malote com R$ 6,5 mil de um supermercado em Pirajuí  ocorrido em janeiro deste ano.

<<< RELEMBRE O CASO - ASSSISTA O VÍDEO >>>

Na ocasião, o vigilante do estabelecimento perseguiu os autores do crime de carro, foi alvo de disparos e sofreu acidente, fraturando o braço esquerdo. A defesa do acusado poderá recorrer da sentença.

Conforme divulgado na época, em 11 de janeiro, um assaltante armado, que seria Abner segundo investigações da Polícia Civil, abordou o segurança da rede de supermercados no momento em que ele levaria o malote da unidade do Conjunto Habitacional Pirajuí C para a matriz da empresa, no Centro.

Após o roubo, o suspeito embarcou em uma motocicleta conduzida por um comparsa. O segurança começou a perseguir os assaltantes com seu próprio carro e, em determinado momento, ao se aproximar dos dois, foi alvo de disparos de arma de fogo, perdeu o controle da direção do veículo e colidiu em um barranco.

Um dos disparos acertou o capô do carro. O vigilante não foi atingido, mas ficou ferido no acidente, foi internado e teve de passar por cirurgia no braço esquerdo. Os ladrões conseguiram fugir, mas a moto usada no crime foi apreendida e, após investigações, a Polícia Civil identificou Abner como um dos autores.

PRISÃO

O delegado titular de Pirajuí, César Ricardo do Nascimento, representou pela prisão temporária do servente por trinta dias, que foi decretada. Logo depois, ele procurou a delegacia para se entregar, acompanhado de advogado, e foi conduzido a uma unidade prisional da região.

Com a conclusão do inquérito policial, a Justiça recebeu a denúncia oferecida contra Abner por tentativa de latrocínio (roubo seguido de morte) e, atendendo a pedido do delegado, que contou com parecer favorável do Ministério Público (MP), decretou a prisão preventiva dele.

A defesa do servente chegou a apresentar pedido de revogação da prisão, mas ele foi indeferido.

Após ouvir o réu, as testemunhas e a vítima, no último dia 26, a juíza Ana Paula Mezzina Furlan condenou Abner a 19 anos, cinco meses e dez dias de reclusão em regime fechado. Ontem, durante toda a tarde, a reportagem telefonou várias vezes para o celular do advogado dele, Luis Gustavo de Britto, mas as ligações não foram completadas.

fonte: jcnet

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Pinterest
  • Compartilhar no Twitter

Olá, deixe seu comentário para Servente pega 19 anos por roubo a malote com tiros contra vigilante

Enviando Comentário Fechar :/