Saúde mental é foco de atividades nas unidades prisionais da Região Noroeste

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook1
  • Compartilhar no Pinterest
  • Compartilhar no Twitter

Campanha Janeiro Branco mobilizou servidores e reeducados com palestras e cartazes abordando o tema

Saúde mental é foco de atividades nas unidades prisionais da Região Noroeste

Embora pouco divulgado, o primeiro mês do ano é dedicado à conscientização dos cuidados com a nossa saúde mental, através da campanha Janeiro Branco.

A ação também é levada para os presídios que compõem a Coordenadoria de Unidades Prisionais da Região Noroeste (CRN), por meio de atividades voltadas tanto para os servidores da Secretaria da Administração Penitenciária (SAP) quanto para os reeducandos.

Saúde mental é foco de atividades nas unidades prisionais da Região Noroeste

Entre os eventos realizados nas unidades, estão a divulgação da campanha através de cartazes e a realização de palestras ministradas, na maioria das vezes, por psicólogos ou demais profissionais da saúde, sempre com temas que incentivam a reflexão acerca do propósito e o sentido da vida. Houve, ainda, discussões sobre a capacidade em saber lidar com as frustrações do dia a dia, com objetivo de vencer medos e inseguranças.

Sobre essa questão, o padre Edvaldo Rodrigues (padre Edinho), que também ministrou palestras sobre saúde mental, frisou que, atualmente, falta autoconhecimento. “Não nos conhecemos mais e, por isso, não conseguimos gerenciar as próprias emoções. Entramos em um processo de surto. Portanto, é muito importante saber lidar com as frustrações”, resume

Janeiro Roxo

Algumas unidades prisionais repercutiram, ainda, a campanha “Janeiro Roxo”, que tem como foco a hanseníase. O tratamento é gratuito em todo o território nacional e, em 2017, o Ministério da Saúde instituiu o mês de janeiro e a cor roxa para conscientização sobre a doença, que pode provocar o surgimento de caroços e placas em qualquer local do corpo e diminuição da força muscular. Se for diagnosticada a tempo, contudo, as sequelas podem ser controladas e o paciente terá uma vida normal.

Valorização Humana

Diretor do Centro Regional de Saúde e Qualidade de Vida (CQVidass) da CRN, Nilson Dantas destaca que a campanha, com o tema “Quem Cuida da Mente, Cuida da Vida!”, busca sensibilizar as pessoas para a importância de buscar qualidade de vida. “Para tanto, é preciso priorizar ações de fortalecimento dos mecanismos de defesa contra o estresse, que valorizem a cultura de paz e, principalmente, conceitos da valorização humana, começando pelo próprio indivíduo e alcançado todos ao seu redor”.

Unidades que aderiram à campanha ‘Janeiro Branco’

Coordenadoria de Unidades Prisionais da Região Noroeste (CRN)

Penitenciária de Álvaro de Carvalho

Penitenciária “Nelson Marcondes do Amaral” (P II) de Avaré

Penitenciária “Rodrigo dos Santos Freitas” (P I) de Balbinos

Penitenciária “Gilmar Monteiro de Souza” (PII) de Balbinos

CPP “Doutor Alberto Brocchieri” (CPP I) de Bauru  

CPP “Dr. Eduardo de Oliveira Vianna” (CPP II) de Bauru

CPP “Professor Noé Azevedo” (CPP III) de Bauru

Penitenciária de Bernardino de Campos

Centro de Progressão Penitenciária de Jardinópolis  

Centro de Ressocialização de Jaú

Centro de Ressocialização de Lins

Centro de Ressocialização de Marília

Penitenciária de Marília

Penitenciária Feminina “Sandra Aparecida Lario Vianna” de Pirajuí

Penit. “Dr. Walter de Faria Pereira de Queiróz” (P I) de Pirajuí

Penitenciária “Doutor Luiz Gonzaga Vieira” (P II) de Pirajuí

Penit. “Tenente PM José Alfredo Cintra Borin” (P I) de Reginópolis

Penitenciária “Sgto PM Antonio Luiz de Souza” (P II) de Reginópolis

Penitenciária Feminina de Ribeirão Preto  

Penitenciária de Ribeirão Preto

Penitenciária I de Serra Azul

Penitenciária de Taquarituba

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook1
  • Compartilhar no Pinterest
  • Compartilhar no Twitter

Olá, deixe seu comentário para Saúde mental é foco de atividades nas unidades prisionais da Região Noroeste

Enviando Comentário Fechar :/