Ômega Clube de Pirajuí completa 1 ano, com um grande encontro

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Pinterest
  • Compartilhar no Twitter

Ômega Clube de Bauru fortaleceu o evento com a presença que contou até com música ao vivo

No domingo (09) foi realizado em Pirajuí o 1º Encontro do Ômega Clube de Pirajuí.

O encontro estava previamente marcado para acontecer na praça dos turcos, mas foi alterado para Avenida Orestes Quércia o que contribuiu para enaltecer a entrada da nossa querida Pirajuí na manhã daquele domingo.

Ao todo compareceram mais de 30 super máquinas, vinda de toda região.

Para fortalecer a união dos apaixonados por Ômega esteve presente o ômega Clube de Bauru. O ponto de encontro foi no restaurante passarela, um encontro totalmente familiar, com direito a um delicioso churrasco e música ao vivo.

Em conversa com Fabio Laviso da Oficina Multicar em Pirajuí, um dos organizadores do evento, nos contou que o Clube de Pirajuí conta atualmente com 7 ômegas e que está aberto para aqueles que adquirirem uma preciosidade dessa e fazer parte do clube e se estar comparecendo aos encontros e ingressar na família.

O Objetivo do clube é trocar experiências, dicas, manutenções, e principal união e confraternização, ressalta Fabio.

Um pouco sobre o Ômega no Brasil

Ômega foi um automóvel produzido pela General Motors no Brasil, Europa (pela Opel) e Austrália (pela Holden).

Inicialmente o Omega foi lançado em 1986 pela Opel, uma subsidiária da General Motors na Alemanha, tendo sido produzido na fábrica de Rüsselsheim até o ano de 2003 e exportado para vários países em todo o Mundo, inclusive sob as marcas Vauxhall, Lotus e Cadillac.

O modelo foi produzido sob chancela da Lotus no final dos anos 80 sob a marca Lotus Omega e nos Estados Unidos recebeu o nome de Cadillac Catera.

Em 1992 foi apresentado ao mercado brasileiro pela Chevrolet, produzido pela montadora na cidade de São Caetano do Sul, estado de São Paulo.

Seu lançamento introduziu tecnologias inexistentes nos demais carros daquela época. Dentre suas qualidades destacava-se o bom desenho aerodinâmico, a performance, a segurança, o conforto e a qualidade empregada no acabamento.

Tais qualidades o levaram a conquistar o prêmio Carro do Ano pela Revista Autoesporte em 1993, Prêmio O Eleito do Ano, Revista Quatro Rodas de 1993, o Good Design Award no Japão, em 1986, 1987, 1988 e 1989, pela sociedade Car of the Year em 1987, pela revista australiana Wheels Magazine em 1997, o Golden Snowflake de Design Avançado na França em 1987, e vários outras premiações na imprensa.

A Chevrolet tinha como meta atingir o mercado do Opala, um carro desenvolvido a partir da carroceria do Opel Rekord C de 1966 e que encontrava-se em produção desde 1968, após uma série de adaptações.

A primeira geração, Omega A, foi produzida na Alemanha até 1994, e no Brasil até 1998. A versão introduzida no Brasil em 1992 era a que estava para ser aposentada na Alemanha, dando ao Omega alguns anos de sobrevida. Essa estratégia de introduzir modelos decadentes no primeiro mundo em países emergentes continuou sendo utilizada pelas grandes montadoras por toda a década de 90 e, ainda por algumas montadores, mesmo décadas adiante.

A segunda geração, Omega B, foi lançada na Alemanha em 1994 e não chegou a ser vendida oficialmente no Brasil, embora algumas unidades tenham sido importadas por empresas independentes. Em 1999 passou por um face-lift para o mercado Europeu, prorrogando suas vendas até 2003, quando foi dada por encerrada a sua produção.

A segunda geração introduzida oficialmente no mercado brasileiro em 1998, era produzida pela Holden, uma subsidiária da General Motors, com fábrica localizada na cidade de Elizabeth, na Austrália.

O modelo vendido no Brasil era referente ao Holden Commodore VT australiano, o qual compartilhava da mesma plataforma do Omega B alemão. Manteve-se com vários aprimoramentos até o ano de 2007, correspondentes aos modelos VX, VY e VZ do Commodore australiano.

Em 2007, houve uma reestruturação geral do modelo, utilizando a plataforma Zeta, um chassi moderno, inteiramente novo. Este modelo foi produzido na Austrália como Holden Commodore VE até o ano de 2013, mas comercializado no Brasil com a marca Chevrolet somente até o ano de 2012.

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Pinterest
  • Compartilhar no Twitter

Olá, deixe seu comentário para Ômega Clube de Pirajuí completa 1 ano, com um grande encontro

Já temos 2 comentário(s). DEIXE O SEU :)
Orlando Jorge

Orlando Jorge

Bom dia gostaria de participar do grupo tenho um omega e gosto de ver as máquinas nos encontros sou de Guaiçara obrigado desde já.
★★★★★DIA 30.08.17 04h52RESPONDER
N/A
Enviando Comentário Fechar :/
Gabriel Rocardo

Gabriel Rocardo

Muito bom parabens clube do omega
★★★★★DIA 18.04.17 19h44RESPONDER
N/A
Enviando Comentário Fechar :/
Enviando Comentário Fechar :/