O valor da família II

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

A moral social, a teologia moral e as políticas públicas devem fortalecer a família e defendê-la como valor primordial.

O valor da família II

A declaração do general Hamilton Mourão de que lares chefiados apenas por mães e avós geram desajustados na sociedade causou impacto e maior rejeição das mulheres, tendo em vista o grande número de famílias atualmente constituídas por mulheres, que por motivos diversos, acabam muitas vezes abandonadas á difícil missão de cuidar sozinhas de seus filhos.

Muitas delas tendo que trabalhar fora e dar conta de várias atribuições, o que torna mais difícil e desafiante a tarefa. Mas não podemos daí generalizar e dizer que os desajustes familiares se dão por conta dessa situação, o que seria simplificar demais uma realidade bastante complexa.

O fato é que a declaração causou grande mal estar, principalmente às mulheres, mas chamou a atenção para uma problemática que requer atenção, pois a fragilização das famílias vem se acentuando cada vez mais.

O que precisamos é de mais educação para que as pessoas compreendam melhor o sentido e o valor da família como instituição, e que o sentido de compromisso seja mais vivido, para evitar relacionamentos superficiais, principalmente quando há filhos.

É grave o caso de homens, inclusive políticos, que plantam filhos por todo lado, as vezes com 3, 4 ou 5 mulheres diferentes. E muitos as deixam 'a própria sorte.

É claro que uma família constituída por pai e mãe, que trabalham em sintonia, um ajudando o outro, com o afeto que se faz necessário, pode criar melhores condições para a formação dos filhos.

Por isso que é preciso valorizar uma formação antes do casamento, para que as escolhas sejam mais sólidas, com maior responsabilidade e solidariedade. As escolas podem contribuir nisso, em que a educação para a família seja incorporada nos currículos de diversas disciplinas, para que possamos resgatar o valor da família, em todos os aspectos.

Sabemos que há hoje muitos novos desafios, mas tudo isso deve aprimorar a vida em família, na diversidade, no pluralismo, na tolerância e no diálogo.

A família sempre será a base da sociedade, e todos os esforços para fortalecê-la, terão efeitos positivos para todos. Por isso é que precisamos apoiar as boas iniciativas (individuais e sociais), para que a família tenha o investimento que se faz necessário, para promover a vida.

*Valmor Bolané Doutor em Sociologia e Especialista em Gestão Universitária pelo IGLU (Instituto de Gestão e Liderança Interamericano) da OUI (Organização Universitária Interamericana) com sede em Montreal, Canadá e Representa o Ensino Superior Particular na Comissão Nacional de Acompanhamento e Controle Social do Programa Universidade para Todos do MEC.”.

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

Olá, deixe seu comentário para O valor da família II

Enviando Comentário Fechar :/