O sentido da Páscoa

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

Páscoa significa ressurreição. Pela cruz chega-se a ela

O sentido da Páscoa

A Páscoa é a maior festa dos cristãos, porque celebra a vida. A vitória da vida sobre todo o sofrimento, sobre a dor e a morte. O próprio Deus entregou-se à morte de cruz, para ressurgir em glória e comprovar a vida em abundância que oferece a todos.

A sua paixão e morte, e mais especialmente ainda a Sua Ressureição, é o acontecimento capital da história da humanidade. O papa emérito Bento XVI recorda que “desde que Jesus ressuscitou, a gravitação do amor é mais forte que a do ódio; a força de gravidade da vida é mais forte que a da morte. Porventura não é esta a situação da Igreja de todos os tempos, a nossa situação? Sempre dá a impressão que ela deva afundar, e, todavia já está salva. São Paulo ilustrou esta situação com as palavras: ‘Somos considerados (…) como agonizantes, embora estejamos com vida’ (2 Cor 6, 9). A mão salvadora do Senhor nos sustenta e assim podemos cantar já agora o cântico dos redimidos, o cântico novo dos ressuscitados: Aleluia! Amém”.

Esse é o sentido da Páscoa, para nós, cristãos.

Sabemos que Deus é amor, e Ele não nos abandona. Ele oferece a cada dia novo ânimo, nova esperança, pois a vida é o nosso bem mais precioso. Ele cuida de nós. Esse é o sentido da fé, que nos alimenta e nos revigora,por isso Jesus instituiu a Santa Eucaristia a todos que tem fé, pois Ele é a Ressurreição e a Vida.

Nesse sentido, celebramos a Semana Santa, com fé na vida, rememorando a fé dos antigos hebreus, que viveram a passagem do Mar Vermelho, fazendo da Páscoa a passagem para uma vida nova. “Quando uma pessoa experimenta uma grande alegria, não pode guardá-la para si. Deve manifestá-la, transmiti-la. Mas que sucede quando a pessoa é tocada pela luz da ressurreição, entrando assim em contato com a própria Vida, com a Verdade e com o Amor? Disto, não pode limitar-se simplesmente a falar; o falar já não basta. Ela tem de cantar. Na Bíblia, a primeira menção do ato de cantar encontra-se depois da travessia do Mar Vermelho. Israel libertou-se da escravidão. Subiu das profundezas ameaçadoras do mar. É como se tivesse renascido. Vive e é livre”, destaca Bento XVI.

Queremos, portanto, nesse ano, reafirmar o valor da vida, em meios aos nossos desafios atuais, de superação do ódio, do medo e da violência. A mensagem da Páscoa deve reforçar em nós o sentimento da esperança, pois Deus está conosco sempre.

Feliz Páscoa a todos.

*Valmor Bolan é Doutor em Sociologia. Especialista em Gestão Universitária pelo IGLU (Instituto de Gestão e Liderança Interamericano). Da OUI (Organização Universitária Interamericana) com sede em Montreal, Canadá. Representa o Ensino Superior Particular na Comissão Nacional de Acompanhamento e Controle Social do Programa Universidade para Todos do MEC.”.

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

Olá, deixe seu comentário para O sentido da Páscoa

Enviando Comentário Fechar :/