O político e o jogador de futebol

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Pinterest
  • Compartilhar no Twitter

Qual a relação entre um jogador de futebol atual e nossos políticos também atuais ou digamos modernos?

O político e o jogador de futebol

Talvez você possa estar imaginando, o que tem a ver uma coisa com a outra?

Pois bem, há tempos não assistia às partidas de futebol que animam à tarde de domingo de muitos de nós brasileiros, mas nesse final de semana parei de frente a televisão por alguns minutos para apreciar um pouco de uma das poucas belezas que o Brasil ainda tem que digamos de passagem, está perdendo seu encanto.

Durante a entrevista com os jogadores percebi que eles falam como se fossem preparados para a entrevista, digo até que eles se preparam para o jogo e para a coletiva de imprensa, fala correta, se posicionam bem diante da câmera, cabelos sempre bem cortado e claro aquele discurso pronto.

Tanto para a vitória quanto para a derrota. Tipo quase igual aquele programa que passava na TV do famoso Silvio Santos, chamado “Topa tudo por dinheiro”. Começou a cair à ficha em você onde quero chegar com a comparação do título, então vamos lá.

Poucos conhecem da história, mas, tempos atrás, aqui mesmo em nossa querida Cidade Jardim, vereadores trabalhavam voluntariamente. Isso mesmo. Voluntariamente. Além de se empenharem e brigarem pelo interesse do município, havia paixão, digo isso, pois tive o privilegio e oportunidade de conhecer e ter vários momentos de diálogos com ele, o saudoso José Maria Ribeiro, o famoso ‘Zé Maria’ do Despachante Denove, que foi um desses. Contava-me que na época, existiam discussões calorosas e que por muitas vezes quase saia em vias de fato, mas sempre tem o povo do deixa disso.

Mas o que quero abordar é que havia paixão pela nossa cidade e pelo ofício de ser vereador. Hoje com salários quase que de um jogador de futebol o que vemos contradiz com o passado, no entanto se compara com o jogador de futebol e no parágrafo abaixo fecho o pensamento com o comparativo.

Quando um jogador está em um time, ele diz que desde pequeno sonhou em estar ali, que torce de coração, que defende a camisa com a própria vida e blá, blá, blá. Quando renova o contrato com um time superior e os jornalistas o interrogam na coletiva de imprensa ele diz a mesma coisa, no entanto, com a outra camisa, ou seja, é tudo por dinheiro não existe a paixão. Na década de 70 e 80 jogadores permaneciam em seus times por décadas e com salários compatíveis a de um trabalhador assalariado.

Nossos atuais governantes, em épocas de campanha prometeram e pré-dataram uma série de atitudes que iriam ser tomadas para solução dos graves problemas que temos como falta de emprego, remédio no posto entre outros. Batiam no peito, gravaram vídeos, estavam em evidência, sempre pedindo o apoio.

Agora, os vídeos são raros, as justificativas (desculpas) são inúmeras, mas, estamos no mês de maio e todos esses meses o ordenado dos mesmos foi compensado.

Minha pergunta é. Será que foi “Topa tudo por dinheiro” ou mudaram de time mesmo?

*************************************************************************

Leia também - PEGA NA MENTIRA

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Pinterest
  • Compartilhar no Twitter

Olá, deixe seu comentário para O político e o jogador de futebol

Já temos 2 comentário(s). DEIXE O SEU :)
HELIO GOMES FILHO GOMES FILHO

HELIO GOMES FILHO GOMES FILHO

DO LADO ESQUERDO Sr. VICENTE DE SOUZA PRADO E DO LADO DIREITO DELEGADO
Dr. HERMINIO
★★★★★DIA 11.05.17 11h35RESPONDER
Alex Palopoli
Enviando Comentário Fechar :/
ELI RIBEIRO

ELI RIBEIRO

Não há palavras suficientes que eu possa dizer para descrever a importância que meu pai tem para mim, além da poderosa influencia que exerce em minha vida. EXEMPLO DE HOMEM.
★★★★★DIA 08.05.17 10h23RESPONDER
Alex Palopoli, ELI RIBEIRO
Enviando Comentário Fechar :/
Enviando Comentário Fechar :/