Médicos e Empresários são presos em Mogi das Cruzes por fraude no Maranhão

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

Mogianos são acusados de desviar R$ 40 milhões da Empresa Hospitalar Maranhense de Serviços Hospitalares (Emserch).

Médicos e Empresários são presos em Mogi das Cruzes por fraude no Maranhão

Uma operação conjunta das Policias de São Paulo e Maranhão na última quarta-feira (22) em Mogi das Cruzes, prendeu quatro pessoas durante buscas no Condomínio Real Park. Luiz Fernando Giazzi Nassri, Carlos Guilherme Giazzi Nassri, Maria Renata Giazzi Nassri e Adriana Bassani Nassri são acusados de desviar recursos e prejuízos da Empresa Pública Maranhense de Serviços Hospitalares (Emserch).

A investigação começou nos primeiros meses de 2018, quando a Empresa Pública levou o caso ao conhecimento da Policia Civil Maranhense , junto com o pedido de apuração do fato.

De acordo com a denúncia, a Empresa Emserch, realizou no inicio de 2017 um “concurso de projetos” para contratar uma empresa para gerenciar a mão de obra em unidades de saúde espalhadas pelo Estado do Maranhão.

Mas de acordo com o inquérito aberto pela Policia Civil do Maranhão, o Instituto Bio-Saúde com sede na Rua Barão de Jaceguai, 1687, no centro de Mogi das Cruzes, teria “desviado os valores em proveito próprio”.

Foram cerca de R$ 40 milhões, que deveriam ser destinados ao pagamento de encargos trabalhistas e previdenciários dos funcionários da Saúde do Estado do Maranhão.

Na época a Empresa Emserch, aplicou uma multa contratual a Bio-Saúde correspondente a 5% do valor do contrato, o equivalente a pouco mais de R$13 milhões.

Segundo informações da Policia do Estado do Maranhão, uma longa apuração policial chegou à conclusão que a Bio-Saúde estava registrada em nomes de “laranjas” e que os integrantes da família Giazzi Nassri, de Mogi das Cruzes, embora não aparecessem nos documentos da empresa, seriam os seus controladores efetivos.

A Policia Civil solicitou a Justiça o bloqueio dos bens e contas bancárias dos envolvidos.

Os acusados foram encaminhados ao Maranhão, onde deverão ficar encarcerados no sistema penal maranhense, à disposição da 1ª Vara Criminal de São Luís, especializada na apuração de crimes organizados e responsável pela decretação das medidas cautelares e supervisão da investigação, e irão responder pelos crimes de organização criminosa, peculato, falsidade ideológica e uso de documento falso.

Foto: Polícia Civil/Divulgação

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

Olá, deixe seu comentário para Médicos e Empresários são presos em Mogi das Cruzes por fraude no Maranhão

Enviando Comentário Fechar :/