MEC quer que escolas cantem hino nacional

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

Cantar o hino nacional é positivo, mas o ensino básico publico precisa muito mais do que isso. Sem uma escola publica de qualidade os pobres não terão chance de ascensão social.

MEC quer que escolas cantem hino nacional

O Ministro da Educação Ricardo Vélez Rodriguez encaminhou uma carta às escolas de todo o País, pedindo para que seja executado o hino nacional nos estabelecimento de ensino (público e privado).

Na referida carta - que o ministro solicita seja lida no ato de execução do hino nacional, faz menção ao slogan de campanha de Bolsonaro: "Brasil acima de tudo, Deus acima de todos". E ainda que sejam feitas filmagens dos alunos cantando o hino nacional e encaminhadas ao MEC.

A iniciativa do ministro polemizou e trouxe questionamentos de juristas e educadores, principalmente por causa do uso do slogan de campanha e das filmagens.

Quanto à execução do Hino a Lei de 2009 pede que se execute o Hino pelo menos uma vez por semana apenas no Ensino Fundamental ao contrario de Lei de 1970, no Regime militar, que obrigava sua execução todos os dias. Mas o que muitos educadores criticaram foi justamente o uso político das escolas para defender bandeiras ideológicas do governo. Nos vários comentários em diversas postagens feitas pela internet, há quem diga: "só faltava agora exigirem continência ao presidente".

A controvérsia não está em relação especificamente à execução do hino nacional, para estimular os valores patrióticos, até já existe lei nesse sentido, mas a forma como se busca realizar tal iniciativa. 

Talvez funcionasse melhor, enquanto campanha. Quanto ao slogan utilizado na campanha presidencial, realmente pode haver aí um abuso, ou uma espécie de proselitismo político, com a ideologia do Presidente da República. Os questionamentos são pertinentes, pois práticas autoritárias e de culto à personalidade começam assim.

O presidente é governante de todos os brasileiros e não apenas dos seus eleitores. Segundo Telma Vinha, pedagoga e doutora em Educação, o governo pode, com isso acabar "utilizando a máquina para divulgação de algo que é o do governo, que é político. Deveria ser apartidário e não é. Justo um governo que defende uma escola sem partido na escola".

Executar o hino nacional nas escolas é uma prática positiva, que pode muito ajudar os alunos a cultivar os valores do patriotismo, mas a forma como o MEC apresentou esta iniciativa é questionável. Ademais, o papel essencial do Mec e' o de cuidar da qualidade do Ensino, que, alias, especialmente no Ensino Básico Publico, é de dar vergonha. Sem isso a desigualdade social entre ricos e pobres continuará enorme.

*Valmor Bolan é Doutor em Sociologia e Especialista em Gestão Universitária pelo IGLU (Instituto de Gestão e Liderança Interamericano) da OUI (Organização Universitária Interamericana) com sede em Montreal, Canadá e Representa o Ensino Superior Particular na Comissão Nacional de Acompanhamento e Controle Social do Programa Universidade para Todos do MEC.”.

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

Olá, deixe seu comentário para MEC quer que escolas cantem hino nacional

Enviando Comentário Fechar :/