Mafuá renascendo - Agradecimentos / Encaminhamentos

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Pinterest
  • Compartilhar no Twitter

Eu ainda não entendi direito como isso tudo acometeu somente esse lado, o do rio Bauru e quase nada aconteceu naquela noite na Nações, um local onde os alagamentos são muito mais frequentes.

Mafuá renascendo - Agradecimentos / Encaminhamentos

Esses dias não tem sido fáceis. A barra está pesada, principalmente pelo amor que tinha por muita coisa perdida com essa absurda enchente aqui pelos lados ribeirinhos do rio Bauru.

Eu ainda não entendi direito como isso tudo acometeu somente esse lado, o do rio Bauru e quase nada aconteceu naquela noite na Nações, um local onde os alagamentos são muito mais frequentes.

Estou trabalhando com muito afinco por esses dias, deixando de lado tudo o mais, numa tentativa de recuperar algo. Assim por cima devo ter perdido perto ou mais de 50% do que guardei ao longo dos anos.

Um acervo que nunca pensei em levar para o apartamento onde moro com Ana, até porque faltaria espaço. Desde quando herdei essa casa, hoje denominada de Mafuá, isso aqui virou exatamente isso, um imenso mafuá e ganhou forma por causa desses amigos, esses que me rodeiam e aqui aconteceram encontros, reuniões, festas e inciativas louváveis, admiráveis e a movimentar minha vida e a de mais pessoas.

Esse não será o fim do Mafuá. Ele vai renascer, creio que com uma outra roupagem, menos objetos, mas até mais fortalecido. Talvez isso tudo sirva para nos unir ainda mais.

O momento do país pede isso e quero dispor isso tudo para algo onde possamos atravessar esses tempos sombrios mais unidos e coesos. Escrevo isso tudo tentando ainda acordar do pesadelo, pois hoje quando botei na rua parte da coleção d'O Pasquim, toda a da revista Bundas, Coojornal, Carta Capital, revistas Senhor que herdei do sogro, mais toda a coleção de livros do João Antonio e do Plínio Marcos, livros de História e romances pelos quais nutro verdadeira paixão, daí senti o baque. Um metro e meio de água dentro de um espaço cheio dessas preciosidades foi demais da conta. Eu perdi isso, parte de mim, mas outros perderam mais, tudo o que tinham e aqui no quarteirão e adjacências as histórias são de arrepiar. Que fazer com uma casa na beirada do rio? Vender pra quem? A saída é incrementar o Mafuá e para tanto convoco quem acredita nessa possibilidade.

Sim, muitos se propuseram a ajudar, não só com ajuda material, mas com ideias.

A ajuda material eu anotei várias, mas ainda não contatei as pessoas, pois antes preciso rearrumar o espaço.

Hoje joguei fora sofás, camas, guarda-roupas, mesas, armários e cômodas. Estavam inservíveis. O que sobrou está secando, depurado e resistindo a mais essa investida. Estou terminando de limpar os CDs e amanhã começo nos LPs. Os livros salvos ainda estão espalhados, mas em breve tudo terá nova cara.

Creio que até o final desta semana, terei novidades e daí farei os contatos com quem se predispôs a incrementar o renascimento do Mafuá. Se ele já incomodava antes, farei de tudo para que incomode muito mais. Isso me move. E não conseguirei fazer isso sozinho. A gente quando unido dá sempre um trabalhão pra quem nos quer contidos e atuando como manada. A gente vai se falando e vou contando as novidades. Beijão pra tudo, todas e todos que se solidarizaram comigo por esses dias. Não vou me lembrar de todos, mas nos reencontros, saberei reconhecer.

O Mafuá persiste, resiste e insiste...

*HENRIQUE PERAZZI DE AQUINO - JORNALISTA E PROFESSOR DE HISTÓRIA (www.mafuadohpa.blogspot.com).

Mafuá renascendo - Agradecimentos / Encaminhamentos - Foto 1 de 4Mafuá renascendo - Agradecimentos / Encaminhamentos - Foto 2 de 4Mafuá renascendo - Agradecimentos / Encaminhamentos - Foto 3 de 4Mafuá renascendo - Agradecimentos / Encaminhamentos - Foto 4 de 4
  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Pinterest
  • Compartilhar no Twitter

Olá, deixe seu comentário para Mafuá renascendo - Agradecimentos / Encaminhamentos

Enviando Comentário Fechar :/