Globalização da cultura da vida

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

A globalização da cultura da vida é um ganho universal do humanismo

Globalização da cultura da vida

O que precisamos é globalizar a cultura da vida, tendo em vista as ótimas oportunidades que o tempo atual apresenta. Hoje as tantas tecnologias disponíveis, especialmente no campo da educação, oferecem extraordinários meios para difundir o conhecimento, e obter melhores resultados.

Tudo isso trouxe uma maior democratização dos frutos do trabalho humano, e também do conhecimento geral, pois hoje, em qualquer parte do mundo, qualquer pessoa de boa vontade, tem fácil acesso a informações.

Esse aspecto positivo da globalização traz esperanças de tempos melhores. É evidente que ha muito que fazer para aproveitar de modo mais adequado todas essas possibilidades.

Mas e preciso reconhecer os aspectos positivos da globalização, e a partir deles, fortalecer a cultura da vida.

Não e verdade que a globalização acabaria com a riqueza cultural de cada nação. O que vemos hoje é que a riqueza de cada um continua sendo apreciada e mais conhecida globalmente. Por exemplo, na culinária.

Em qualquer parte do mundo, é possível encontrar pratos típicos de todas as nacionalidades. Isso demonstra que a variedade de gostos é valorizada, respeitando cada particularidade, com a sua originalidade.

Por isso, com a globalização, o mundo ficou mais integrado, com mais capacidade de dialogar, mesmo tendo despertado reações contrarias, engessadas em anacronismos, muitas vezes fossilizantes. O mundo não aceita mais isso, pois quer expandir o que cada um tem de valor. Nesse sentido, os meios de comunicação desempenham um papel fundamental, seja com os computadores, seja com os celulares, e as inovações constantes da internet.

Em relação a isso, o que precisamos fazer é discernir em meio a tanta informação, discernimento este imprescindível para que possamos fazer bom uso do conhecimento. Para isso é preciso maturidade, para que a informação seja crível e tenha a maturidade necessária para que saibamos utiliza-la da melhor forma possível.

A globalização não tem colorações ideológicas, quando isso acontece temos então formas de globalismo. Mas a globalização enquanto fenômeno integrador da humanidade,está para além de qualquer ideologia.

As tecnologias disponíveis podem ajudar o ser humano a desenvolver melhor suas potencialidades, ou não. Depende do uso que fazemos delas.

*Valmor Bolan é Doutor em Sociologia. Especialista em Gestão Universitária pelo IGLU (Instituto de Gestão e Liderança Interamericano). Da OUI (Organização Universitária Interamericana) com sede em Montreal, Canadá. Representa o Ensino Superior Particular na Comissão Nacional de Acompanhamento e Controle Social do Programa Universidade para Todos do MEC.”.

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

Olá, deixe seu comentário para Globalização da cultura da vida

Enviando Comentário Fechar :/