Democracia e desafios do Brasil

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

O que queremos é que o Brasil consiga, nesse ano, superar os extremos, e chegar ao consenso por um projeto de País que beneficie as novas gerações, com oportunidades de estudo, de trabalho e de lazer, com qualidade.

Democracia e desafios do Brasil

As articulações políticas dos pré-candidatos a Presidência da República mobilizam os partidos, no Brasil, em busca de alianças e nomes que possam ter a melhor performance nas eleições de 2018.

É quase certo que o ex-presidente Lula esteja fora da disputa. Com nome, à esquerda (Boulos, Ciro Gomes e Haddad) em negociação, por uma ampla frente de partidos. Geraldo Alckmin também busca marcar posição, vindo de São Paulo, o mais importante estado da federação. À direita, o nome de Jair Bolsonaro desponta com força, principalmente entre os jovens. Marina Silva, Joaquim Barbosa, Alvaro Dias e outros figuram como possibilidades, e outros ainda, como Luciano Huck, Collor de Melo, Dr. Reid, são nome que circulam como prováveis. Collor anunciou que será candidato. Huck teria desistido.

O fato é que as eleições prometem alargar o espetro político, apontando  um acirramento das visões ideológicas, tanto à esquerda quanto à direita. O que esperamos, no entanto, que os candidatos apresentem propostas de gestão, em meio aos desafios globais.

O Brasil é um País continental, que precisa de planejamento para melhor aproveitar os grandes recursos naturais que possui, e estratégias que favoreçam iniciativas propositivas e produtivas, em todos os campos. Por isso, o debate é salutar, não apenas de questões marcadas por visões ideológicas, mas principalmente práticas, que ofereçam à população soluções concretas.

A reforma política não avançou em muitos pontos, principalmente em meios para evitar o clientelismo e o populismo, ainda velhas práticas que prevalecem em todos os estados do País. Urge, por exemplo, uma reforma tributaria, permitindo alavancar novos postos de trabalho e prestação de serviços.

Esperamos que haja mais debate, mais propostas  e mais compromisso. A democracia vai se aprimorando a cada eleição, e todos os questionamentos são válidos (a cobrança por voto impresso, para evitar a fraude nas urnas eletrônicas) e tantos outros temas (segurança pública, currículo escolar, etc.)

O que queremos é que o Brasil consiga, nesse ano, superar os extremos, e chegar ao consenso por um projeto de País que beneficie as novas gerações, com oportunidades de estudo, de trabalho e de lazer, com qualidade. E tudo com democracia, para o exercício da liberdade com democracia. É hora de votar.

Sugestão: não votar em ninguém que componha o atual Congresso para puni-los pelo fracasso institucional. Assim “certamente a próxima Legislatura olhara” mais para o que a população necessita.

*Valmor Bolan é Doutor em Sociologia. Especialista em Gestão Universitária pelo IGLU (Instituto de Gestão e Liderança Interamericano). Da OUI (Organização Universitária Interamericana) com sede em Montreal, Canadá. Representa o Ensino Superior Particular na Comissão Nacional de Acompanhamento e Controle Social do Programa Universidade para Todos do MEC.”.

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

Olá, deixe seu comentário para Democracia e desafios do Brasil

Enviando Comentário Fechar :/