Brumadinho tem maiores perdas de vidas humanas do que mariana

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

Se mais esta tragédia não produzir medidas preventivas mais eficazes as vidas perdidas em Brumadinho e Mariana não terão servido de triste lição pra ninguém.

Brumadinho tem maiores perdas de vidas humanas do que mariana

O rompimento da barragem da Vale, em Brumadinho, Minas Gerais, chocou a todos.

Mais uma vez, em menos de três anos (desde  quando rompeu a barragem em Mariana, também em Minas Gerais), a sociedade brasileira é assolada por uma tragédia humana e ambiental, de proporções avassaladoras.

Dessa vez o desastre teve maior impacto em perdas de vidas humanas. Para muitos especialistas, até mesmo pela ONU, tratou-se de um crime, pois ceifou muitas vidas, e é unânime a exigência daqueles que querem punições severas para os responsáveis.

Os técnicos de uma ou da mais especializada empresa alemã contratada pela Vale não foram capazes de detectar a iminência dos graves problemas de infraestrutura da barragem ou a própria Vale não segurou o Protocolo descrito? E, o que é mais terrível, a Vale construiu  seu setor administrativo e refeitório no pé da barragem. A tragédia ocorreu na hora do almoço, no começo da tarde da sexta-feira, quando grandes partes dos funcionários estavam almoçando.

O volume de lama foi tão grande, que avançou sobre tudo e todos, devastando plantações, casas, animais e pessoas, deixando um saldo de mais de trezentas vítimas, com 60 mortos até o terceiro dia de buscas. Mesmo com uma equipe de especialistas vinda de Israel, as chances de que haja sobreviventes entre todos os desaparecidos é mínima.

Espera-se que haja rigor na punição dos responsáveis, e que a legislação seja mais aprimorada no sentido de forçar as empresas a cumprirem as exigências técnicas para evitar outra tragédia como essa.

Sabe-se que, segundo dados de 2017, há 723 barragens de alto risco em todo o País, com 45% em estado de alerta e apenas 3% vistoriadas. Isso é um sintoma de falência do Estado no cumprimento de suas atribuições fiscalizatórias, com as consequências danosas já conhecidas. É preciso que todas as autoridades (de todos os níveis: federal, estadual e municipal) estejam empenhadas, de fato, no enfrentamento dessa questão, para evitar tragédias ainda maiores.

Cabe ressaltar ainda o trabalho dos bombeiros, que correm risco de vida, muitas vezes se expondo ao perigo, para salvar vidas em situações de alto estresse. Os nossos bombeiros demonstram excelente preparo técnico e merecem todo nosso reconhecimento. De modo especial, salientamos o heroico salvamento feito pelo Major Karla Lessa, a primeira mulher comandante de helicóptero de bombeiros militar do Brasil, que protagonizou um dos mais difíceis resgates feitos em Brumadinho, demonstrando grande perícia.

Rezemos em solidariedade pelas vítimas e familiares, e reforcemos as exigências de rigorosa punição dos responsáveis, com a ressalva de que as autoridades aumentem o rigor legal e o controle dos órgãos públicos.

*Valmor Bolan é Doutor em Sociologia e Especialista em Gestão Universitária pelo IGLU (Instituto de Gestão e Liderança Interamericano) da OUI (Organização Universitária Interamericana) com sede em Montreal, Canadá e Representa o Ensino Superior Particular na Comissão Nacional de Acompanhamento e Controle Social do Programa Universidade para Todos do MEC.”.

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

Olá, deixe seu comentário para Brumadinho tem maiores perdas de vidas humanas do que mariana

Enviando Comentário Fechar :/