A visita de Trump ao Papa Francisco

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook2
  • Compartilhar no Pinterest
  • Compartilhar no Twitter

O sentido deste artigo é o de salientar os valores da paz, do dialogo e da fraternidade que pairam acima do conflito, tema que pervade o jornalismo mundial.

A visita de Trump ao Papa Francisco

O Presidente dos Estados Unidos, Donald J. Trump esteve com o papa Francisco, no Vaticano, na manhã do dia 24 de maio, em meio a sua primeira viagem internacional, aonde Trump fez questão de se encontrar não apenas com as lideranças políticas, mas também religiosas, das três grandes religiões monoteístas (cristãos muçulmanos e judeus). Havia muita expectativa sobre a viagem de Trump ao Vaticano, tendo em vista as divergências entre ele e o papa Francisco, especialmente durante a campanha presidencial de Trump, no ano passado. Não apenas em relação à questão do muro que Trump disse que iria fazer na fronteira do México, mas em relação a outros temas, por exemplo, como aquecimento global. Na troca de presentes, com o papa Francisco, Trump lhe entregou publicações de Martim Luther King, e o papa uma lembrança com o símbolo da oliveira, representando a paz, pedindo a Trump que ele seja um promotor da paz.

Mas o papa também se empenhou, nesse encontro, em sensibilizar o presidente Trump em relação à questão ambiental, entregando-lhe de presente, dentre algumas publicações, a sua encíclica Laudato Si. E também falaram sobre a questão das imigrações, outro tema bastante espinhoso, por ambos terem pontos divergentes sobre isso. O papa destacou a Trump a importância – para ele – de um maior diálogo inter-religioso – para a promoção da paz. Trump parece ter tido uma boa impressão e deixou em aberto refletir sobre o que o papa lhe disse, dizendo inclusive que não se esquecerá do que ele lhe falou no encontro, sem especificar exatamente qual o assunto. O fato é que tanto para o Vaticano, quanto para os que acompanharam Trump, a visita teve um saldo positivo, na relação entre as duas lideranças.

Trump também visitou a Capela Sixtina, junto com a sua esposa Melanie Trump. Foi uma visita muito cordial, que suscita esperança de um novo relacionamento entre o presidente dos Estados Unidos e o Sumo Pontífice. Houve uma maior disposição em superar as diferenças e buscar o que há em cada um de convergência, com ajustes que se fazem necessários ao ponto de vista de cada um sobre temáticas complexas, em nível global. Esperamos, portanto, que bons frutos saiam desse encontro, tendo em vista a necessidade cada vez maior de diálogo entre todos, na busca de soluções na promoção da paz.

*Valmor Bolan é Doutor em Sociologia e Especialista em Gestão Universitária pelo IGLU (Instituto de Gestão e Liderança Interamericano) da OUI (Organização Universitária Interamericana) com sede em Montreal, Canadá e Representa o Ensino Superior Particular na Comissão Nacional de Acompanhamento e Controle Social do Programa Universidade para Todos do MEC.”.

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook2
  • Compartilhar no Pinterest
  • Compartilhar no Twitter

Olá, deixe seu comentário para A visita de Trump ao Papa Francisco

Enviando Comentário Fechar :/