A guerra na Síria

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

Infelizmente os interesses em conflito das grandes nações tem inviabilizado um acordo que pudesse pôr fim a esta terrível guerra fratricida na Síria.

A guerra na Síria

A Guerra na Síria, que já se arrasta por tantos anos, atinge a população civil, com danos materiais e de vidas humanas, irreparáveis, principalmente crianças.

A batalha na região se intensificou porque o exército do governo Sírio parece estar aumentando a pressão para retomar o território – que é perto da capital, Damasco, e está dominado pela oposição. Os militares – que estão sendo acusados de atacar alvos civis – dizem que estão tentando ‘liberar a região’ de grupos que eles acusam de serem ‘terroristas’”, explica reportagem da BBC, no G1. E acrescenta: “segundo estimativas do Centro Sírio de Pesquisas Políticas (SCPR, na sigla em inglês), 470 mil pessoas já morreram desde o início da guerra civil síria, em 2011.”  Tudo isso é preocupante, em vista de tantos sofrimentos e incertezas na região, cujo conflito já vitimou tantas pessoas inocentes.

A guerra na Síria

Seria necessário que uma força internacional buscasse talvez intervir nessa situação, pois não é possível que crianças continuem perdendo suas vidas, por causa de uma guerra que parece ter perdido todos os limites.

Para o jornalista Khaled Abu Toameh, que vive em Jerusalém, “os palestinos que vivem na Síria, no entanto, são menos afortunados. Ninguém pergunta como eles se sentem em relação à destruição de suas famílias, comunidades e vidas. Especialmente as centenas de correspondentes que se encontram no Oriente Médio.” E mais: “Segundo as denúncias, as autoridades sírias estão ocultando os corpos de mais de 456 palestinos que morreram sob tortura na prisão. Ninguém sabe exatamente onde os corpos estão escondidos ou o motivo das autoridades sírias se recusarem a entregá-los aos seus familiares.” Por isso que se faz necessária uma intervenção de alguma coalisão internacional, para conter os abusos nesse conflito que parece ter perdido o controle de suas ações.

Esperamos que as autoridades da ONU, do Vaticano e de outros organismos que promovem a paz no mundo, consigam uma estratégia conjunta para buscar soluções diplomáticas que façam cessar a guerra na Síria.

Urgem providências nesse sentido, pois a população civil não pode continuar sofrendo tanta violência. É preciso por um basta a tudo isso, pois é inaceitável uma situação dessas. Rezemos pelas vítimas do conflito, pelas famílias, e por todos os que estão envolvidos nessa guerra, para que cesse o quanto antes toda essa violência, que atinge principalmente as crianças. Somente um acordo entre as grandes nações pode deter o massacre sírio.

*Valmor Bolan é Doutor em Sociologia e Especialista em Gestão Universitária pelo IGLU (Instituto de Gestão e Liderança Interamericano) da OUI (Organização Universitária Interamericana) com sede em Montreal, Canadá e Representa o Ensino Superior Particular na Comissão Nacional de Acompanhamento e Controle Social do Programa Universidade para Todos do MEC.”.

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

Olá, deixe seu comentário para A guerra na Síria

Enviando Comentário Fechar :/